Na região central da cidade, o bairro de Santa Cecília dá acesso a qualquer outra região de São Paulo. A infraestrutura oferece conveniências: mercados, academias, farmácias, restaurantes, padarias, cabeleireiros, entre outros. E tem o chamativo custo-benefício: os imóveis têm menor preço comparado a outras regiões nobres da capital paulista.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística informa no Censo de 2010, 43% do bairro é composto por moradores que tem a renda média de até 5 salários mínimos, 26% de 5 a 10 salários mínimos e 18% de 10 a 20.

Já no campo de idade, a população do distrito é composta em 28% de pessoas até 24 anos. 31% de moradores têm de 25 até 44 anos. 21% até 60 anos e 19% das pessoas têm mais de 60 anos. Ainda de acordo com o Censo de 2010, 32% dos residentes são solteiros e 36% das famílias não têm crianças.

Preço

Se você está pensando em comprar um imóvel na Santa Cecília, a média do m² é R$ 9.520. Agora, se só pretende alugar, o custo médio é de R$ 36 por m². Os valores são do Storia Imóveis.

Mobilidade

O trânsito é intenso, mas o território é atendido pelas estações de metrô Marechal Deodoro e Santa Cecília, na Linha Vermelha, que faz integração com a Linha Amarela e a Linha Azul. O bairro dispõe ainda da circulação de ônibus, o que facilita ainda mais o deslocamento dos moradores para outras zonas da cidade.

Educação

O bairro oferece diversas opções de ensino e com ótima facilidade de acesso. Berçários, ensino fundamental, ensino médio e ensino superior estão presentes, além de cursos extracurriculares, como escolas de idiomas, música e dança.

Santa Cecília conta com a faculdade Oswaldo Cruz, uma das mais tradicionais instituições educacionais da cidade, além de possuir outras várias unidades de ensino superior, como as Faculdades Integradas Interamericanas (Faiter), Fundetec e Centro Universitário Claretiano, todas bem perto de estações do metrô.

Lazer

Entre as atrações que misturam gastronomia e cultura, o restaurante Conceição Discos aposta em um sanduíche de pernil e no famoso ovo frito no pão de queijo. Tem comida típica nordestina também, no Rota do Acarajé e no Tabuleiro do Acarajé, além de restaurantes de comida japonesa e lanches. Aos domingos, a feira na Rua das Palmeiras traz ampla variedade de frutas, legumes, verduras e plantas.

Uma das ruas badaladas é a Canuto do Val. Com sua calçada da fama e várias atrações noturnas, um mesmo quarteirão concentra bares, açaí, comida japonesa e os karaokês Coconut e Siga La Vaca.